Quem vê cara…

Há uma sequencia em que ela joga na lata do lixo uma ensaio fotográfico que custou US$ 50 mil, alegando não ter gostado do material. Também pede, sem nenhuma cerimônia, que estilistas famosos repensem suas coleções – às quais teve acesso em primeira mão. E nem uma beldade como Sienna Miller, escolhida para estampar a capa da tal edição de setembro, escapou. Anna ridiculariza o cabelo da atriz. Não na cara dela, mas pelas costas.

Sobre Anna Wintour, toda-poderosa e temida editora da Vogue norte-americana (inspiração para Meryl Streep no filme O Diabo Veste Prada), e ‘estrela’ de documentário Vogue – Edição de Setembro, que acompanha a produção da revista naquele mês de 2007,  quando tradicionalmente é feita a edição mais importante do ano, mas que bateu o recorde na ocasião com 840 páginas e quase 2,2 quilos. O filme está no Festival de Cinema do Rio. Trecho do texto publicado no caderno Eu& do Valor deste fim de semana.

Falando sobre o Festival do Rio…: O Oscar brasileiro.


‘O History Channel deveria se chamar Adolf Hitler Channel’


+ moda no Papa

+ documentário no Papa

Anúncios

Uma opinião sobre “Quem vê cara…”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s