Pasteurizado


500 Dias com Ela

Não existe algo como um cinema de pobreza, com um perfil muito próprio, e outro de riqueza, também com um estilo distinto. Hollywood pratica o cinema da riqueza e, nos Estados Unidos, mesmo no que se acostumou chamar de ‘independente’, é preciso ostentar essa pujança na produção em forma de maciez na linguagem, sofisticação estilística (…)

O jornalista norte-americano Peter Biskind, autor do recem-lançado Como a Geração Sexo-Drogas-e-Rock”n”roll Salvou Hollywood: Easy Riders, Raging Bulls, no Estadão de uns dias atrás.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s