Da Piauí, 2 – De como Barretão recusou Woody Allen

Os e-mails são impressos pela secretária e respondidos por ele [Luiz Carlos Barreto] à mão, para depois serem digitados e devolvidos ao remetente. E-mails que não lhe despertam o interesse são amassados e jogados no chão. (…)

Resolveu checar e-mails, que estavam impressos sobre a mesa. (…) ‘Esse aqui é do pessoal do filme do Woody Allen no Brasil. Os caras querem parceria’. Descartou. ‘Esse é da revista Época. Querem que eu escreva um texto sobre o Lula, que foi eleito uma das dez personalidades do ano’. Ele riu e disse: ‘Escrevo, mas quero saber quanto me pagam’.

Metade Jesus Cristo, metade Al Capone

Anúncios

Uma opinião sobre “Da Piauí, 2 – De como Barretão recusou Woody Allen”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s