‘… que pode recordar suas vidas passadas’


(medo!)

O condicionamento pela linguagem do cinema dominante chegou a tal ponto que ficou difícil assistir a um filme que recusa deliberadamente as convenções narrativas usuais. Nesse aspecto, [o diretor Apichatpong] Weerasethakul merece cumprimentos.

Trecho da crítica que o Eduardo Escorel fez de Tio Boonmee, que Pode Recordar suas Vidas Passadas (um dos filmes mais estranhos a que já assisti na vida) no blog Questões Cinematográficas, da revista Piauí; na sessão em que eu estava, do Cine Sesc em São Paulo, vi só uma pessoa sair da sala antes do fim.

+cine

(… ‘bóra’ pro Vampire Weekend???)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s