Escrevi sobre ‘Ordinário’ pra Rolling Stone

Histórias em quadrinhos “mudas” e com humor ácido sobre o cotidiano

Apesar do título, é quase nada “ordinária” a reunião das 115 tiras do cartunista gaúcho Rafael Sica, publicadas, com estimáveis ausências, primeiro no blog rafaelsica.zip.net, no Brasil Econômico e em outro diário de sua terra natal. A começar pelo charmoso formato que remete ao Moleskine, com capa preta e pontas arredondadas. Todo em preto e branco e de leitura “deitada”, não precisa de uma palavra sequer para se fazer entendido. No posfácio, único texto do livro, o também artista gráfico Fabio Zimbres (influência confessa de Sica) destaca a inspiração “infelizmente muito familiar” do autor, e por isso de fácil assimilação por quem lê. São o registro de paranoias do dia a dia, especialmente urbanas, como dificuldades de relacionamento e inadequação social das mais diferentes formas, tudo com humor cáustico, por vezes poético. A inércia das situações, um tanto quanto fantásticas e inusitadas, invariavelmente termina com um cigarro no último quadro, como que no fim de um coito, ainda que um tanto interrompido.

É na edição de abril, com o Ronaldinho Gaúcho na capa:

Anúncios

2 opiniões sobre “Escrevi sobre ‘Ordinário’ pra Rolling Stone”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s