‘Cagara’

Entre nós [brasileiros], o caso mais famoso, sem dúvida, remonta à edição das Poesias Completas (1902), de Machado de Assis, em cuja ‘Advertência’ a palavra ‘cegara’ teve o ‘e’ transformado em ‘a’. Pressurosas mãos trataram de remover, em quase todos os exemplares da tiragem, a inoportuna letra adventícia e de reconstituir a forma original. Convenhamos que tal atitude revelou-se mais adequada do que estampar uma constrangedora errata, sobretudo considerando-se os, digamos, pudibundos padrões morais da época.

Defeitos de fábrica na literatura (e na íntegra aqui)

+Machado
+livros

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s