Lula: ‘existiria aí um problema psicológico?’

(…) É uma espécie de obsessão por sentir-se discriminado pela imprensa. Essa mesma imprensa que projetou sua imagem como herói sindical, renovador da política brasileira ao fundar um novo partido e, no balanço final de sua gestão, reconheceu que, no geral, foram oito anos positivos. Existiria aí um problema psicológico?

Trecho de coluna do Gilberto Dimenstein na Folha, que só soube agora por repercussão na revista Imprensa.

+Lula

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s