América Latina por Bolaño

A América Latina foi o manicômio da Europa, assim como os EUA foram sua fábrica. A fábrica está agora em poder dos capatazes, e loucos fugidos são sua mão de obra. O manicômio, há mais de 60 anos, está queimando em seu próprio óleo. (…)

Em grande medida, tudo o que escrevi é uma carta de amor ou de despedida à minha geração, os que nascemos na década de 50 e os que escolhemos, num dado momento, o exercício da milícia, neste caso seria mais correto dizer da militância, e entregamos o pouco que tínhamos, o muito que tínhamos, que era nossa juventude, a uma causa que acreditávamos a mais generosa das causas do mundo e que de certa forma o era, mas que, na realidade, não o era. 

Nem é preciso dizer que lutamos com unhas e dentes, mas tivemos chefes corruptos, líderes covardes, um aparato de propaganda que era pior do que um leprosário, lutamos por partidos que, se tivessem vencido, teriam nos enviado de imediato a um campo de trabalhos forçados, lutamos e pusemos toda a nossa generosidade num ideal que fazia mais de 50 anos já estava morto, e alguns de nós o sabíamos, e como não o saberíamos se havíamos lido Trótski ou éramos trotskistas, mas do mesmo modo o fizemos, porque fomos estúpidos e generosos, como são os jovens, que tudo entregam e não pedem nada em troca, e agora desses jovens já não resta nada, os que morreram na Bolívia, morreram na Argentina ou no Peru, e os que sobreviveram foram morrer no Chile ou no México, e os que não foram mortos ali foram mortos depois na Nicarágua, na Colômbia, em El Salvador. Toda a América Latina está semeada com os ossos desses jovens esquecidos.

Bolaño

+Bolaño

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s