Cildo Meireles: artista igual bandido no Brasil

Qual é a sua avaliação da gestão de Ana de Hollanda?

Olha só, eu como artista plástico já me acostumei a não contar com o Estado. Acho até que o Estado realmente tem outras prioridades. Artes plásticas conseguem sobreviver desde que o Estado não atrapalhe. Cê tá entendendo? Consegue. Através do mercado. E sempre que o Estado vem querer controlar demais. . . Eu posso passar anos sem vender um trabalho. Quando vendo, vem a Receita Federal querer saber por que entrou aquela quantia na minha conta. (. . .) Nos últimos quatro anos, aconteceu umas duas vezes. Criança sai do Brasil sem controle, inteira ou fatiada. Agora, com artes plásticas, marcam em cima como se fosse bandido.

Mônica Bérgamo de ontem.

+arte

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s