Tom Zé sendo… Tom Zé!

O disco [Tropicália Lixo Lógicofala de alumbramentos e oralidade nos primeiros estágios do conhecimento de crianças de até dois anos, que ele chama de ‘analfatóteles na creche tropical’.

Por volta dos sete, elas são apresentadas à lógica de Aristóteles. A soma disso com todo o conhecimento ‘virgem’ anterior constitui o que Tom Zé batiza de ‘lixo lógico’, que ficara isolado no ‘limbo do hipotálamo’ dos protagonistas da tropicália, Gil e Caetano, durante anos.

No fim da década de 1960, inspirados pela efervescência de artistas –como Zé Celso, Hélio Oiticica, José Agripino de Paula, a retomada de conceitos de Oswald Andrade, Rita Lee, Os Mutantes e o rico momento do rock internacional (chamados por Tom Zé de ‘gatilho disparador’) -, Caetano e Gil resgatam o adormecido ‘lixo lógico’ e deflagram o tropicalismo.

Entendeu, né?? – na Folha.

+arte&sociedade

Anúncios

Uma opinião sobre “Tom Zé sendo… Tom Zé!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s