Vale cultura: revista de fofoca pode, mas videogame não (porque a Marta acha que não é cultura…)

(…) a ministra afirma: ‘eu não acho que jogos digitais sejam cultura’.

(…) A ministra, portanto, entende como cultura revista de fofoca, mas não videogames.

(…) Para os críticos, o benefício é uma forma de o governo se abster  em criar uma diretriz cultural e financiar quem não precisa de mais apoio estatal, como os espetáculos do Cirque du Soleil, filmes do Daniel Filho e musicais de Miguel Falabella.

No site da Carta Capital, pelo @Pierobl;

Papagoiaba no Facebook

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s