Pablo Neruda incomodado pelo SUOR da cidade de Santos (oi??) – um poema

Faminta sempre de café,
Sedenta de suor negro!
Terra maldita,
Espero que arrebentes um dia,
De alimentos,
De sacos mastigados,
E de eterno suor de homens que já morreram
E foram substituídos para continuar suando.

Leia completo – quem deu a dica foi o Coletivo Action (o corpo do poeta chileno foi exumado hoje para averiguar se a morte dele foi na verdade causada pela ditadura daquele país).

+Santos

Papagoiaba no Facebook

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s