Descoberta do domingo: livro ‘A Arte de Peidar’ – O POST 999 DO PAPAGOIABA!!

Ser escravo do preconceito pode custar caro. Foi o que aconteceu com uma mulher que, por vergonha, deixou de peidar aos doze anos, sofrendo assim dores e cólicas atrozes… Esta anedota, entre muitas outras, é contada por um erudito do século XVIII, Pierre Thomas Nicolas Hurtaut, para quem peidar era uma arte, e o peido bem solto, uma arma social.

Publicado em 1751, este livro tornou-se rapidamente um clássico da literatura cômica e pseudo-médica. Com uma precisão pouquíssimo convincente para a medicina, mas muito divertida para os espíritos tortos, Hurtaut mostra toda a diversidade dos peidos, que classifica segundo sua musicalidade, e descreve os diferentes modos de prolongá-los, modulá-los ou de diminuir suas sonoridades.

Pois, leitor, no fim das contas, não é uma vergonha que, apesar de peidar desde sempre, você ainda não saiba como o faz, nem como o deve fazer?

Eis a obra em questão:

E no próximo post – o de número MIL do Papagoiaba, uma convocação importantíssima!! Aguardem;

+fun

Papagoiaba no Facebook

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s