‘Destruir a Serra do Mar e construir um tobogã de concreto no lugar’

[…] A notícia ruim para o motorista que sofre no trânsito enquanto pensa se chegará a Ubatuba para uma cerveja antes de 2017 é esta: não haveria mesmo justificava econômica para que a capacidade fosse maior do que essa.

Os congestionamentos de feriado representam menos de 1% das horas do ano.

Multiplicar o número de pistas por dez resolveria o problema, mas elas ficariam às moscas no resto do ano, situação que não se paga – exceto se o pedágio fosse de centenas de reais […]

[…] ‘A demanda explodiu, mas as pessoas são incapazes de entender por que a rodovia para no feriado. Pensam que, se não há semáforo, o fluxo deveria ser eterno. […]

‘Não dá para falar ‘pago IPVA, o governo tem de me oferecer pista livre até a praia’. Isso só seria possível se o governo destruísse a serra do Mar e fizesse um tobogã de concreto no lugar.’

Futuro da renda

Embora hoje seja vendido quase o triplo de carros no Brasil do que há dez anos, em função da expansão da renda e do crédito, tudo indica que estamos longe do teto de consumo. A renda do brasileiro, por exemplo, ainda é quase quatro vezes menor do que a do americano.

Isso não significa que nada possa ser feito para diminuir o problema. Países europeus, por exemplo, têm usado sensores para reduzir engarrafamentos – ou métodos menos tecnológicos, como não liberar todas as crianças em férias de uma vez só.

No caso brasileiro, estradas de ferro poderiam aliviar tanto o fluxo de cargas quanto de turistas nas estradas.

Cinco motivos econômicos para esperar novos congestionamentos

Papagoiaba no Facebook

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s