Arquivo da categoria: internet

Grand Theft… FAKE [real??] market

Há a Fruit Computers, ‘a maior religião do mundo’, referência à Apple; o Lifeinvader, ‘rede social e serviço de coleta de dados’, o Facebook do game; a firma de advocacia Slaughter, Slaughter & Slaughter (‘slaughter’ é ‘matador’ em inglês), ‘há 30 anos ajudando pessoas ricas culpadas a escaparem da cadeia’; e muitas outras.

Game ‘GTA 5’ oferece seu próprio mercado financeiro

+arte&sociedade

Papagoiaba no Facebook

O Restart reergueu a MTV >> mas o Criolo e o Emicida a mataram [what??]

Em 2009 apostamos na banda Restart, foi um risco que gerou um alto ibope. Risco porque nos rendemos além da conta ao movimento criado pela banda. Quando, em 2011, voltamos a ser conceitual, acreditando nos trabalhos de Emicida e Criolo, o ibope caiu.

Zico Goes, diretor de programação da [moribunda] MTV

M[illenials]TV

Papagoiaba no Facebook

M[illenials]TV

A MTV Brasil vai morrer a 20 dias de seu 23º aniversário. Chegou à maioridade, mas talvez não tenha nascido destinada a alcançar, de fato, a maturidade. Afinal, maturidade é coisa à qual juventude nenhuma sobrevive. […]

Quem tem saudade da programação dos ‘velhos tempos’ e sonha com a volta do Disk MTV, no entanto, pode começar a aceitar os cabelos brancos. A nova MTV é para o novo jovem, o tal millennial. ‘Temos de lembrar que os jovens na época do antigo Disk MTV ou de atrações já não são mais os mesmos. O tempo passou, o mundo mudou, as redes sociais estão aí, precisamos pensar com a cabeça do jovem de hoje, não com a do jovem de ontem’, define [Thiago] Worcman [‘marido de Carolina Dieckmann’].

Na Rolling Stone [volte ao link daqui a uns dias pra ver se já liberou]

TEM A VER – Por que a geração Y [millenials] é infeliz?

+tv
+arte&sociedade

Papagoiaba no Facebook

O Jorge Furtado tem uma opinião sobre celulares em shows

I like to use my phone as a lighter at concerts : )

[…] Acho que a experiência pessoal ao vivo não precisa ser documentada. Um show, uma peça de teatro ou uma exposição têm de ser reverenciados, lembrados, sentidos, aí tu vai se lembrar deles… […] teve uma cena nessas manifestações de rua no Brasil que eu achei sensacional: um grupo de soldados (todos fortemente armados) recuando, e a multidão avançando sobre eles com os celulares na mão, filmando. Um batalhão de câmeras! Então, talvez o lado positivo disso seja que o espaço público está muito documentado. Sempre tem alguém que filmou o assalto, o atropelamento; tem câmera na rua em tudo que é lugar… O espaço público está mais vigiado – não sei se por bem ou por mal, talvez pelas duas coisas.

O diretor Jorge Furtado [Saneamento Básico, Meu Tio Matou um Cara, Ilha das Flores, O Homem que Copiava…] à Revista da Cultura;

concert evolution...but you cell phones away...this pictures never do the experience justice.

Mike and I were JUST talking about this the other night lol

+arte&sociedade
+internet

Papagoiaba no Facebook