Arquivo da tag: eua

Moradores de rua de Los Angeles >> um ensaio

moraodres_de_rua_LA_01

moraodres_de_rua_LA_02

moraodres_de_rua_LA_03

moraodres_de_rua_LA_04

moraodres_de_rua_LA_05

moraodres_de_rua_LA_06

moraodres_de_rua_LA_07

moraodres_de_rua_LA_08

Ideafixa

+arte&sociedade
+dsgn

Papagoiaba no Facebook

Anúncios

#GlennGreenwald

Glenn Greenwald Is Ralph Nader

[…] Aprendeu a guardar o celular na geladeira, sem a bateria, para não ser rastreado nas cidades do mundo em que desembarcar para trabalhar. O aparelho pode ser transformado em GPS ou microfone por arapongas, mesmo que eles estejam distantes de seus alvos.

[…] ‘O sistema de espionagem conta com 25 mil funcionários diretos e 50 mil prestadores de serviço. É impossível proteger segredos, ainda mais na era digital’. São dois bilhões de e-mails e dois bilhões de telefonemas capturados diariamente pelos EUA, segundo conta.

O problema é dissecá-los. ‘Estudos mostram que o serviço de espionagem colheu evidências suficientes sobre o 11 de Setembro, antes do atentado. […]

[…] Bradley Manning, o militar que vazou informações ao Wikileaks […] ‘Ele mostrou muitos crimes [como militares americanos matando jornalistas no Iraque do alto de um helicóptero]. Ninguém foi processado, só quem os divulgou. Ele não machucou ninguém. Isso dá vergonha’.

Amor em tempos de guerra

+internacional
+internet

Papagoiaba no Facebook

Uma forte razão pra terem encanado com DJANGO… (e o porque de ARGO ser mesmo o grande favorito do Oscar)

Em ‘Bastardos Inglórios’, os carrascos eram os alemães em plena Segunda Guerra Mundial, rebentados às pauladas por um judeu com particular talento para esmagar crânios nazistas.

Em ‘Django…’, esse prazer infantil e extravagantemente visual pertence a um escravo. Onde está o crime?

 

O crime, é lógico, está no fato de Tarantino virar o jogo, concedendo às vítimas da história uma espécie de vingança póstuma e cinéfila. As patrulhas politicamente corretas perdoam tudo. Exceto que as suas vítimas de estimação tenham direito a usar paus, chicotes ou armas.

(…) Desconfortável?

Sem dúvida. Mas quem quer verdades confortáveis pode sempre assistir a ‘Argo’, filme dirigido por Ben Affleck que, suspeita minha, vai levar o Oscar de melhor filme neste ano.

Em ‘Argo’, um operacional da CIA entra no Irã revolucionário de 1979 para resgatar o pessoal diplomático da embaixada dos Estados Unidos. Entra sem disparar uma bala, sai sem disparar uma bala.

Honestamente: haverá coisa mais bonitinha?

Coluna do JP Coutinho hoje na Folha;

Papagoiaba no Facebook

Postando ‘coisa véia’

Excluído o impacto das cenas, portanto, o filme continuou sendo uma encenação ultrakitsch e misógina de conceitos psicanalíticos que já caíram de velho. Lars von Trier se leva tão a sério que só nos resta rir de tanta afetação.

Daniel Piza, publicado primeiro n’O Estadão.

+ sobre Anticristo de Lars Von Trier no Papa


Têm pele escura e muitos fedem porque usam a mesma roupa a semana inteira. Constroem barracos na periferia. Chegam em dois e, poucos dias depois, vêm quatro, seis, dez. Falam uma língua ininteligível. Fazem muitos filhos, que não conseguem sustentar, mas são unidos. Dizem que se dedicam a roubos e, se confrontados, são violentos.

Relatório do Congresso dos EUA sobre os imigrantes italianos – Outubro de 1912

Oesp

(…)
Na infância, catava moedas
que minha mãe deixava na bolsa.

(…)

Na vida adulta, caçava rostos
amassados dos bolsos,
cédulas dobradas nos forros,

(…)

Fabrício Carpinejar no Valor.

+ crise no Papa

Suuuper interessante, tá ligado??

‘Eles me disseram: ‘não, você não pode usar’.

Queixa do astronauta russo Gennady Padalka, que foi proibido de usar a privada americana para fazer xixi na Estação Espacial Internacional. A medida é uma retaliação dos EUA contra a Rússia, que começou a cobrar dos outros países pelo uso dos seus equipamentos na estação.

A destruição de todos os computadores

Anton Zelinger, físico
Universidade de Viena

Um dia, todos os circuitos eletrônicos do mundo serão destruídos. Não haverá eletricidade nem água. Os carros e celulares vão deixar de funcionar. E ninguém poderá acessar a internet para saber o que aconteceu. A causa dessa catástrofe será um gigantesco pulso eletromagnético, gerado pela explosão de uma bomba atômica no espaço. A menos que nos livremos de todas as armas nucleares, o que é extremamente improvável, isso vai acontecer.

Trechos da revista Superinteressante de agosto. 

‘The first rule is…’

Maddox [da prole de Brad Pitt] estava pesquisando ‘armas’ no Google outro dia e acabou indo parar em um site sobre a supremacia branca. Tenho certeza de que agora o governo está nos vigiando.

Um inglês escreveu: ‘Clube da Luta não é só contra o capitalismo, mas contra a sociedade e contra Deus’. E nós pensamos: ‘Não tínhamos perceido que era tão bom‘.

Entrevista à Rolling Stone Brasil de fevereiro.