Arquivo da tag: filho

Jornal de sexta: de crocodilo?

lula

Um copião de cerca de 10 minutos do filme Lula, o Filho do Brasil está mexendo com a emoção dos políticos, a ponto de levar muitos deles ao choro durante a exibição feita em cópia DVD nos gabinetes das lideranças de partidos aliados, no Congresso. As cenas que mais chocam, de acordo com parlamentares que viram a fita, são as do menino-adolescente defendendo a mãe, Lindu, das surras que o marido tentava lhe dar, e a retirada da família do Nordeste para o sul, num pau de arara. 

Continue lendo n’O Estado de São Paulo.

Anúncios

‘The first rule is…’

Maddox [da prole de Brad Pitt] estava pesquisando ‘armas’ no Google outro dia e acabou indo parar em um site sobre a supremacia branca. Tenho certeza de que agora o governo está nos vigiando.

Um inglês escreveu: ‘Clube da Luta não é só contra o capitalismo, mas contra a sociedade e contra Deus’. E nós pensamos: ‘Não tínhamos perceido que era tão bom‘.

Entrevista à Rolling Stone Brasil de fevereiro.

Novo capítulo da ‘ditabranda’*

General deixa posto no Rio com elogios ao golpe militar de 1964

Último aspirante a oficial em 1964 a deixar a ativa, Luiz Cesário da Silveira Filho classificou episódio de “revolução democrática”


Comandante substituído ontem do Comando Militar do Leste, o general Luiz Cesário da Silveira Filho despediu-se do cargo com um discurso exaltando o golpe militar que depôs o presidente João Goulart, em 1964, ao qual classificou de “memorável acontecimento”. [nota do blogueiro: percebam o saudosismo…]


sente o drama da figura… não tenho nada contra envelhecer – sem dignidade é que é o grande problema


Na presença do comandante do Exército, Enzo Peri, Cesário narrou sua participação na “histórica operação cívico[? – sic]-militar” (…)

Segundo o general, a ação dos militares pode ser chamada de “revolução democrática de 31 de março de 1964, por ter evitado o golpe preparado pelo governo de então contra as instituições democráticas do país”.

Lamentável. Trechos aleatórios da matéria assinada pelo Raphael Gomide na Folha de hoje.

Agora a pergunta que não quer calar: até quando seremos obrigados a suportar asneiras públicas de arcebispos, generais, e até presidentes (vide a já folclórica ‘marolinha’), hein??

 

*’ditabranda’