Arquivo da tag: folha de s. paulo

Transexuais no Irã

Por considerar todo cidadão não heterossexual (alem de não reconhecer os gays, parece que até usar essa palavra por lá é proibido, por isso o termo ‘não-heterossexual’) como ‘espírito nascido no corpo errado’, governo subsidia até um terço do valor para o procedimento de troca de sexo. Mas o país é conhecido pela má qualidade das cirurgias, que precisam ser reparadas por várias outras intervenções. Alem de todo esse périplo, quem realiza o processo – especialmente os homens que se tornam mulheres, tem que lidar com o assédio explícito de quem trabalha nas forças policiais, os mesmos que deviam zelar pelo cumprimento da lei islâmica, que obviamente não prevê esse tipo de comportamento por parte deles. Transexual operado no país resume tudo muito bem:

Não teria mutilado meu corpo se a sociedade tivesse me aceitado do jeito que eu nasci

Chocante; na Folha de hoje.

Papagoiaba no Facebook

Anúncios

Jornalismo, profissão perigo (de morte!)

‘Jacques-Louis David, ‘A Morte de Marat’ (1793). Marat foi editor-chefe do jornal revolucionário francês L’ami du people – continue lendo

EDUARDO CARVALHO, Última Hora News (MS)
VALÉRIO LUIZ, rádio Jornal 820 (GO)
DÉCIO SÁ, blogueiro (MA)
PAULO ROBERTO CARDOSO RODRIGUES, Jornal da Praça (MS)
MÁRIO RANDOLFO MARQUES LOPES, Vassouras na Net (RJ)
LAÉRCIO DE SOUZA, Sucesso FM (BA)

Estes foram os seis jornalistas mortos no Brasil em 2012 durante o exercício da profissão, segundo a federação internacional da categoria – ficamos em quinto lugar em um total de 121 profissionais que perderam a vida ano passado, isso na frente de Iraque e Afeganistão, que tem guerras declaradas; via.

TEM A VER:

Papagoiaba no Facebook

Fazendo negócio como um Beatle – e as tretas do fim da banda


(#xatyadus)

‘Os Beatles descobriram algumas grandes verdades: você não pode se envolver em negócios sem se tornar um negociante; você não pode entrar no mercado sem se tornar um capitalista; você não pode supor que, só porque você tem ideais fortes, o resto do mundo vai dividi-los com você’.

Brigas e socos
O livro surpreende pelo teor raivoso das brigas, que só pioraram depois que John Lennon (1940-1980) começou a levar Yoko para o estúdio.

George Harrison não suportava Yoko e chegou a sair da banda depois de trocar socos com Lennon, que imediatamente sugeriu Eric Clapton para o lugar de Harrison.

Hello, goodbye – Longo e doloroso processo de separação dos Beatles ganha retrato minucioso em livro de jornalista inglês

Papagoiaba no Facebook