Arquivo da tag: imprensa

Lula: ‘existiria aí um problema psicológico?’

(…) É uma espécie de obsessão por sentir-se discriminado pela imprensa. Essa mesma imprensa que projetou sua imagem como herói sindical, renovador da política brasileira ao fundar um novo partido e, no balanço final de sua gestão, reconheceu que, no geral, foram oito anos positivos. Existiria aí um problema psicológico?

Trecho de coluna do Gilberto Dimenstein na Folha, que só soube agora por repercussão na revista Imprensa.

+Lula

Anúncios

(a volta do) Jornal de domingo – O último Harry Potter: ‘todos jornalista chora’

Nunca se viu tanta gente chorando como na sessão de imprensa de sexta. O último Harry Potter é sobre o crescimento de uma geração.

Estadão

Tambem: tradutora para o português brasileiro teve AVC (!!) depois de terminar trabalho no último livro (Voldemort??)

‘Suicídio: a mídia não deve se calar’

*Virgens Suicidas

A mídia é cautelosa em relação ao tema [suicídio] porque é dito que o cobrir pode incentivar outras pessoas a se matarem. Ele deve ser abordado?

[Paula] Fontenelle – Sim, desde que com responsabilidade. O que dissemina o suicídio é a cobertura personalista, romantizada, em que só se entrevistam os parentes. Devem ser ouvidos analistas que falem de prevenção e nunca se deve entrar em detalhes sobre os métodos, por exemplo. Mas, acima de tudo, a mídia não deve se calar.

Lição de casa para todo jornalista (a Globo, por exemplo, é famosa por negligenciar o assunto).

Cannelas

Só lembrando que o filme vencedor no Festival de Cannes de 2008, Entre os Muros da Escola, fica em cartaz só até hoje no Cine Arte Posto 4 de Santos, sessões às 16h, 18h30 e 21h, ingressos entre R$ 1,50 (meia) e R$ 3 (inteira).

 

O ator [Jim Carrey] foi a Cannes para o pré-lançamento de A Christmas Carol, superprodução em três dimensões. Há quem sugira que a Disney, responsável pela empreitada, queira preservar ao máximo sua imagem de heterossexual.

A jornalista Gabriela Longman na Folha de S. Paulo de ontem (20/05), especulando sobre o motivo da ausência de Carrey na coletiva de imprensa de I Love You Philip Morris, em que o ator interpreta um gay e se relaciona com os personagens de Ewan McGregor (Trainspotting, Star Wars, Peixe Grande, Anjos e Demônios e mais uma ‘pá’) e Rodrigo Santoro.

Santoro que, by the way, é cotado para viver Sinhozinho Malta na adaptação de Roque Santeiro para o cinema (fonte).

Walt Disney do mal

 

Auto escândalo

Pedro Almodóvar parecia disposto a criar manchetes em seu encontro com a imprensa: “Sou naturalmente tímido, mas, quando estou rodando, já cheguei a fazer sexo oral numa atriz para mostrar qual deveria ser a ação do ator [na cena].

(FSP, 20/05)

 

Sou o melhor diretor do mundo

As mãos trêmulas ao segurar o fone de ouvido (para escutar a tradução das perguntas feitas em francês), o suor cobrindo a testa e a respiração curta revelavam a tensão do diretor [Lars Von Trier, na coletiva após a exibição de Anticristo]

(FSP, 19/05)

(…) filme parece mesclar Cenas de um Casamento com a Bruxa de Blair

(Oesp, 19/05)

 

Uma comédia é uma tragédia com final feliz

O diretor Ken Loah, que concorre à Palma de Ouro deste ano por Procurando Eric.

Algumas coisas

nasi

. Segue a treta. Nesta segunda-feira à tarde, o Nasi aí em cima na foto, ex-vocalista do Ira!, vai cobrar do próprio irmão e ex-empresário na justiça, a quantia de UM MILHÃO E MEIO DE REAIS (!!!) por direitos trabalhistas nunca pagos desde que a banda foi transformada em ‘empresa’, alega o músico. A briga pública de família (que tem passagens sinistras como Nasi escapando de uma suposta internação forçada no hospício) acabou por sepultar o mais paulistano dos grupos brasileiros. Uma pena;

(Detalhe que a notícia chegou por assessoria de imprensa em pleno fim de semana. Assessoria de imprensa, que devia resguardar a imagem de seus clientes, divulgando em pleno domingo, quase madrugada, uma audiência judicial de um de seus ‘atendidos’)

. Ainda tá meio longe, mas já vale anotar na agenda. A jovem jornalista Vanessa Bárbara, que escreveu a melhor reportagem de 2008 – e não sou eu quem está dizendo, o trabalho de conclusão de curso depois transformado n’O Livro Amarelo do Terminal, sobre a Rodoviária do Tietê, vai dar entrevista para um programa da rádio Eldorado, de São Paulo, no dia 28. O melhor é que o áudio vai ser disponibilizado um dia depois (dica do Vereda Estreita pelo Twitter);

. Quer demonstrar toda a sua admiração por Ana Paula Padrão, Fátima Bernandes ou Sandra Annenberg? Quem sabe dar aquela forçinha a mais para Joyce Pascowitch, Zileide Silva, Sonia Bridi e Délis Ortiz? Quem sabe re-afirmar por mais uma vez (já que elas não respondem mesmo ao seu e-mail) sua opinião a respeito de Mônica Bérgamo, Miriam Leitão, Dora Kramer e Renata Lo Prete? Então faça valer o seu voto no Troféu Mulher Imprensa.

Meu texto sobre a crise e as agências de comunicação na revista Imprensa

crisebush

Ainda que a crise inspire mau humor na chamada economia real, já devidamente infectada pela vulnerabilidade do mercado financeiro, organizações voltadas para a comunicação empresarial procuram manter o otimismo. As pequenas e micro, nem tanto: o futuro ainda é incerto e a cautela, grande. Mas as assessorias de médio e grande porte não vão executar a curto prazo grandes estratégias de corte ou contenção. Esse panorama não foi apontado à revista IMPRENSA somente por meio das fontes consultadas, que dão seu depoimento a seguir. Um levantamento de novembro de 2008 da Associação Brasileira das Agências de Comunicação (Abracom) apresentou medidas parecidas sobre os rumos do setor, sinalizando que o momento é de oportunidade, com certa precaução. 

Continua lendo lá no Portal Imprensa um trecho da minha matéria que vai ser publicada na edição de janeiro da revista, que nem eu tenho ainda, e deve chegar às bancas na semana que vem.

E lendo esse texto também, que topei por coincidência há uns poucos dias, pra ir me acalmando.