Arquivo da tag: letra

Trechos de letra de música: Otto – ‘Ela Falava’

Ela me falava de coisas ruins
Até de futebol, até de futebol

Ela me falava de coisas ruins
De curtir cultura pop

Ela me falou do jogo em que Pelé a seduziu
E me pariu

Papagoiaba no Facebook

Anúncios

Não convidaram o Zeca Baleiro pra panelinha e ele magoou

Mamãe, eu fiz o disco do ano
E até mesmo Caetano
Parece que aprovou
Mamãe, eu sigo na minha rota
Veja só o Nelson Motta
Disse que o disco é show

O fato é que eu tô na moda
Mamãe, fiz um disco foda
Faz um download e ouve aí

E as cantoras que há de sobra
Festejarão minha obra
Não saio mais desse clube
Mamãe, eu fiz o disco do ano
Parece até que o Hermano [Vianna, intelectual, irmão do Herbert, do Paralamas do Sucesso]
Falou bem na Piauí

Trechos da música Mamãe no Face, do novo trabalho de Zeca Baleiro, publicadas pela Bravo. Sem comentários…

+arte&sociedade

Jornal de domingo (passado): Michael branco e triste

Em 1989, Gilberto Gil sinalizava a conexão interior de transformismo, poder e morte, que todos intuímos no ídolo: ‘Bob Marley morreu/ Porque além de negro era judeu/ Michael Jackson ainda resiste/ Porque além de branco ficou triste‘.

Fonte

 

Will.i.am andou de cavalo com Michael Jackson para colher maçãs

 

Lendo coisa véia #3: legalize it!

‘Querida, Querida’

O povo (querida, querida)
Há de sobreviver (querida, querida)
Aos seus bem feitores (querida, querida)
As canções de protesto (querida, querida)
E à nossa bondade (querida, querida)
O povo (querida, querida)
Há de sobreviver (querida, querida)
Aos paraísos (querida, querida)
Aos nossos sorrisos (querida, querida)
E à nossa caridade
E à nossa carida… de…
Um lápis e uma régua
Um resfriado me pega
Um flash quese me cega
Um memorando que nega
Um vento forte, um chuvisco
No olho me entra um cisco
Um som de casa de disco
Uma cobrança do fisco
Um desejo por vitrina
Uma moça por esquina
Hoje eu te pego menina
Ao me sentar na latrina
Um cartaz de mulher nua
O cego atravessa rua
Garçom a carne está crua
A mãe de quem é a sua?
Um ódio que me destrói
O sangue corre e corrói
Eu quero ser um herói
Vida de porra “My Boy”
PORRA, PORRA!!!

Letra da nova música d’Os Mutantes, Querida, Querida, a ser lançada no trabalho de inéditas anunciado pela banda para setembro no exterior, chamado Haih. Na Folha.

Letra de música: Romulo Fróes – Para fazer Sucesso

(2x)

Para fazer sucesso faça uma greve de fome
Para saber meu preço, olha como o bicho dorme
Para espalhar meu nome a água como a nuvem chove
E por saber de cor a cor do dia a gente foge
Para tocar no rádio, estádio e a praça a gente vai
Manchete de jornal por sala, a grana, o fruto cai
A luz da foto vem do sol e o sol também é foto
TV você me vê ao vivo entrevistando um morto

Eu sou um resto que eu detesto de um projeto cultural
Imobiliário, financeiro, otário quase oficial

Queimo a casa onde eu nasci
Queimo a cinza dessa casa

Queima, queima, queima, 
Para de contar migalha, para de cantar
Põe as coisas no lugar,
Guarda o fogo na fogueira
porque o fogo é o teu lugar.

(repete a última)

Romulo Fróes

random_#4


Que onda, que onda, que onda, que dá
Que bunda, que bunda

‘Você não vê dizer que todos nós demos passagens para a [apresentadora Adriane] Galisteu. Não é que eu não gostaria…”, brincou o senador Heráclito Fortes (DEM-PI), em referência a uma viagem paga pela cota do deputado Fábio Faria, ex-namorado de Galisteu.

(…) os suíços desenvolveram um mecanismo que permitirá a qualquer internauta digitalizar o seu próprio odor e enviá-lo ao objeto do seu afeto, como quem envia uma foto ou um e-mail.

 

Acho que ouvi, em uma canção de Madonna
‘When you look at me, I don’t know who I am’

Diferentemente de Osama e Condoleezza
Eu não acredito em deus

 

ao som de Mickey Gang – Horses can’t Dance | Amy Winehouse – Fuke me Pumps | Lissy Trullie – Ready for the Floor Hot Chip Cover | A-Ha – Take on Me The Twelves Remix | Radiohead – Reckoner The Twelves Remix | U2 – Get on your Boots Justice Remix | Luisa Mandou um Beijo – Borboleta Imperial | The Phantom Band – Throwing Bones

Letra de música: Binário – Amor Líquido

A-mor líquido, tão honestamente flexível
Amor líquido dissolve o espírito e acaba antes do princípio
A-mor líquido, muito mais do que é preciso
Amor líquido é um ofício difícil de ser desaprendido

Esse dia é muito caro, pra ficarmos de paisagem
Tempo é dinheiro, porra nenhuma
Um a gente tem de volta e o outro nunca

Esse dia é muito curto, pra mudarmos de percurso
O pouco que tenho é a parte que cuido, e isso já é muito

(repete as duas estrofes)

(repete a primeira)